MotoGP: Dorna anuncia apoio financeiro às equipes independentes


A Dorna, entidade que promove e regulamenta a MotoGP anunciou um pacote de apoio financeiro para as equipes independentes do Mundial. Elas dependem das corridas para pagar seus funcionários e sobreviver durante a pandemia de coronavírus.

Nenhum valor foi mencionado mas, de acordo com o jornal espanhol AS, as equipes Petronas Yamaha, Tech3 KTM, Avintia Ducati, Pramac Ducati, LCR Honda e a equipe Gresini Aprilia receberão um montante de € 250.000 euros.

O valor visa cobrir os meses de abril, maio e junho, independentemente de alguma corrida ocorrer ou não. Os pagamentos também deverão ser feitos às equipes de Moto2 e Moto3, categorias compostas primordialmente de equipes independentes.

Essas categorias, inclusive, devem receber um apoio extra, além dos € 25.000 por piloto que foram prometidos. A Dorna espera que o esforço garanta, pelo menos, a sobrevivência da maioria delas até as corridas recomeçarem.

Em seu comunicado, a Dorna disse que a iniciativa teve o apoio da Federação Internacional de Motociclismo (FIM) e também dos parceiros da Bridgepoint Capital e CPPIB (o fundo de investimentos canadense que detém uma participação na Dorna).

Após o cancelamento dos GPs da Espanha e da França anunciados semana passada, a expectativa é de que o campeonato possa iniciar no segundo semestre. Os GPs da Alemanha e Holanda, programados para junho, também podem ser adiados.