Uma Harley-Davidson que se auto equilibra?


Um novo registro de patente da Harley-Davidson sugere que a marca está trabalhando em uma nova tecnologia que ajuda as motocicletas a se auto equilibrarem.

Todos aqueles que já derrubaram uma motocicleta devem ter experimentado em primeira mão o quão difícil é endireitá-la novamente. Também não é segredo que as Harley-Davidson não estão entre as mais leves, e a própria fabricante reconhece isso.

Para amenizar esse problema, o registro de patente aqui descoberto detalha o uso de uma espécie de giroscópio mecânico aparafusado em uma caixa de aparência padrão para ajudar a manter o equilíbrio da motocicleta quando parada ou em movimento.


Esse não é o tipo de giroscópio eletromecânico que forma a base das modernas centralinas eletrônicas da atualidade. Em vez disso, é um modelo tradicional de massa giratória, do mesmo tipo usado para orientação nas missões lunares Apollo e efetivamente uma versão ampliada dos giroscópios de brinquedo para crianças que desafiam a gravidade.

Girando entre 10.000 e 20.000 rpm por um motor elétrico, o projeto prevê que o giroscópio se mova livremente nos eixos de rotação e inclinação. Isso significa que, além de um peso adicional não terá influencia no comportamento da motocicleta, mas minimiza o seu risco de tombar.

Em baixas velocidades (abaixo de 5 km/h), o giroscópio entra em ação como um assistente de equilíbrio. Uma embreagem engata travando o cardã a uma alavanca conectada a um atuador linear controlado por computador. Isso permite inclinar a massa giratória de um lado para o outro, criando uma força que influencia toda a motocicleta. Sensores registram quando a veículo começa a inclinar-se em demasia e o computador trabalha para compensar essa inclinação.

A Harley-Davidson não é o único fabricante que parece estar trabalhando nisso. Há três anos, a Honda apresentou o conceito “Moto Riding Assist”, que mantém o equilíbrio de forma independente através da robótica. Pouco antes, a BMW também mostrou o estudo “Vision Next 100”, com um conceito que pode se equilibrar sozinho.

Como é sabido, isso não significa necessariamente que as patentes recém-descobertas sejam realmente implementadas. Uma tecnologia que ajude as motocicletas a não tombarem tem mais serventia para modelos extremamente pesados, que já contam com recursos incomuns como marcha a ré. O tempo vai dizer.