Honda registra patentes para retorno do scooter MotoCompo


Foram descobertos registros de patente que revelam os planos da Honda de trazer ao mercado um novo mini scooter. O mais interessante é que o desenho lembra muito o antigo MotoCompo, modelo lançado há quase 40 anos.

O conceito Honda Motor Compo de 2011. (Divulgação)

Produzido entre 1981 e 1983, o Honda MotoCompo era um scooter de 50cc movido a gasolina do tamanho de uma mala. Dobrável, ele podia caber dentro do porta-malas de um Honda City japonês da época. A ideia era usar o carro nos trajetos mais longos e a moto nos centros urbanos.

Apesar de ter sido fabricado por apenas três anos, o MotoCompo vendeu apenas 54.000 unidades nas ruas norte-americanas. Hoje em dia, graças ao seu design pitoresco, o modelo tem status cult entre os colecionadores, algo raro para um scooter dos anos 1980.


O Honda MotoCompo original de 1981.

Agora, com a mobilidade urbana tornando-se um problema real, a Honda parece disposta a promover um revival, com ingredientes modernos, é claro. Com o nome “Motocompacto” o projeto foi registrado no Escritório de Patentes e de Marcas Registradas dos EUA para “Veículos terrestres, nomeadamente scooters elétricos”.

Isso quer dizer que, ao contrário do MotoCompo clássico, o Motocompacto é impulsionado por um motor elétrico de 500 W, com baterias removíveis e um alcance em torno dos 65 km e 30 km/h de velocidade máxima. A Honda já brincou com a ideia de produzir um Motocompo elétrico antes, apresentando o conceito “Motor Compo”, no Salão de Tóquio de 2011.

Como sempre, não há nenhuma previsão de lançamento. A Honda pode simplesmente estar protegendo seus projetos para um uso futuro. E como o MotoCompo original estava intimamente ligado a um dos carros da marca, é provável que a nova moto também esteja umbilicalmente ligada a um modelo de quatro rodas.