Yamaha MT-09 deve ter cilindrada aumentada para 890 cm³ em 2021


A imposição do Euro5 a partir de 2021 está fazendo com que todas as fabricantes descontinuem ou atualizem seus modelos. Esse é o caso da Yamaha MT-09, que deve ter a capacidade cúbica de seu motor aumentada de 847 cm³ para 890 cm³.

Yamaha MT-09.

A alteração foi flagrada em documentos da Kraftfahrt Bundesamts (KBA), autoridade federal alemã, responsável pelo processo de homologação e a aprovação de veículos e peças que circulam no país. No caso em questão, a MT-09 modelo 2021 aparece listada com um novo código, MTN890D, enquanto a anterior era MTN850.

Inaugurado em janeiro desse ano, o Euro5 reúne as mais severas restrições de emissões já aprovadas pela Comunidade Europeia. No que concerne aos fabricantes de veículos, isso significa a adoção de catalisadores ainda maiores para deixar os índices de CO₂ e hidrocarbonetos dentro do aceitável.


Catalisadores maiores significam um maior estrangulamento dos gases na saída e consequentemente, perda de potência. A solução mais prática que as marcas vem adotando é aumentar o deslocamento volumétrico dos motores, o que não exige um redesenho completo dos mesmos.

Os documentos da KBA indicam que apenas a MT-09 deve aparecem com a nova motorização. Mas é bastante provável que os modelos Tracer 900, XSR900 e Niken (de três rodas) também terão as modificações correspondentes, já que todas utilizam o mesmo motor tricilíndrico.

Dessa maneira, espera-se que o motor, atualmente oferecendo 115 cv a 10.000 rpm e 8,92 kgf.m de torque a 8.500 rotações tenha um ligeiro aumento desses números, provavelmente na casa dos 120 cv. O modelo 2021 da Yamaha MT-09 deve ser apresentado no exterior nos próximos meses