Kawasaki apresenta versão Versys 1000 S na Europa


Apesar de não ter realizado mudanças profundas, a Kawasaki proporcionou uma reorganização na linha Versys 1000 na Europa em 2021. A elogiada crossover agora será oferecida nas versões S e SE, bem mais equipadas que as anteriores.

A versão S entra no lugar da Versys 1000 básica e traz como novidades um novo painel digital de TFT cheio de informações, quickshifter, modos de pilotagem aprimorados e faróis que acompanham o movimento do guidão nas curvas.

Além disso, a crossover passa a contar de série com acessórios antes opcionais, como para-brisa maior, protetores de mão, manoplas com aquecimento e a tinta autocorretiva da Kawasaki, capaz de apagar pequenos riscos. As cores são verde/preto e cinza/preto com novos grafismos.


Já a versão SE, topo de linha, que já existia desde 2018, traz como grande novidade a suspensão semi-ativa Showa Skyhook antecipada por nós aqui. O sistema contém um tipo mais avançado de algoritmo baseado em um gancho imaginário do céu, que deixa a motocicleta ainda mais estável que a suspensão convencional.

O chassi e o motor das duas versões é o mesmo, o quatro cilindros em linha de 1.043 cm³ derivado da Z1000, que rende 120 cv de potência a 9.000 rpm e um torque de 10,4 kgf.m a 7.700 giros. Os modelos já estão em conformidade com o padrão Euro5 de emissões. As cores disponíveis são as mesmas, verde/preto e cinza/preto.

Tanto a versão S como a SE estão disponíveis nas especificações Tourer e Grand Tourer. A primeira inclui alforjes rígidos laterais de 28 litros cada, enquanto a GT adiciona um baú de 47 litros, faróis de neblina, suporte de GPS e sliders no quadro. Os modelos chegam às concessionárias europeias em dezembro, a partir de 14 mil euros para a versão S e 16 mil para a SE.