Aparelho da Michelin permite controlar a pressão dos pneus de qualquer moto


Sensores de monitoramento da pressão dos pneus ainda são privilégios apenas para as motocicletas mais caras. Realidade que a Michelin tenta amenizar com esse dispositivo, o “Bike TPMS”, que pode funcionar em qualquer modelo.

Compatível com motocicletas, scooters, ciclomotores e até bicicletas este sistema monitora constantemente a pressão dos pneus e avisa em caso de pressão baixa, sobrepressão, vazamento rápido e alta temperatura do asfalto.

O conjunto é composto de dois sensores (que contém acelerômetros) e devem ser instalados nas válvulas de enchimento dos pneus. Um pequeno display, que pode ser posicionado em qualquer lugar, fica responsável por nos fornecer as informações.


Primeiro, deve-se encher os pneus frios com a pressão correta. Depois, instalam-se os sensores na haste das válvulas. Eles registram a pressão que você configurou como a de referência. Os avisos no painel virão com base nessa pressão.

Em caso de anomalia, o display dispara sinais luminosos para alertar o motociclista. Isso acontece quando a pressão cai 15% ou 25% (aviso estendido), continuamente (2 psi/min – 0,14 bar/min) ou se a pressão aumentar 35%. No caso de temperatura elevada geralmente um indicador de falha iminente acende.


Tudo funciona sem a necessidade de fios. A bateria do display (com validade de até cinco anos) dura em torno de dois a três meses e a recarga é feita através de um cabo USB. Quando o veículo está estacionado, os sensores entram em modo de espera para economizar energia.

O kit ainda é composto por uma base para fixar o display, porcas para a fixação das válvulas de forma mais segura e sua respectiva chave. O preço gira em torno dos 90 euros (R$ 572) sem taxas de importação e impostos.