Ducati apresenta Panigale V4 SP, de uso exclusivo nas pistas


A Ducati apresentou hoje (18) a Panigale V4 SP, nova versão numerada da superbike italiana. Com o motor ajustado para maior torque em médios regimes e uma série de acessórios de competição, o modelo mira os pilotos ocasionais.

Introduzida pela primeira vez na Ducati 851, a sigla SP (que significa Sport Production) identificava as versões que formavam a base das motos de competição utilizadas no Sport Production Championship, precursor do atual Mundial de Superstock. Ou seja, modelos de produção com equipamentos específicos para ter o seu desempenho aprimorado.

Baseada nesse background, a nova Panigale V4 SP diferencia-se da Panigale V4 S pela pintura em preto fosco/carbono “Winter Test”, semelhante à utilizada pela Ducati Corse na pré-temporada do Mundial de Superbike. O prateado no tanque de combustível é, na verdade, o alumínio escovado da peça exposto.


A Panigale V4 SP também traz consigo alguns componentes da Superleggera V4, como as rodas de carbono, 1,4 kg mais leves que as originais de alumínio, e pinças de freio Brembo Stylema R, que são acionadas por um pistão radial MCS 19.21 que permite ajuste remoto na sensação de frenagem. As suspensões são Öhlins, com bengalas NIX30 na dianteira e amortecedor TTX36 na traseira, ambos ajustáveis eletronicamente.

O motor em si é o mesmo da Panigale V4 S, que entrega 214 cv a 13.000 rpm. Mas o torque de 12,23 kgf.m chega mais cedo, aos 9.500 rpm ao invés de 10.000 rpm na S, com o objetivo de melhorar o desempenho na saída das curvas. Além disso, a SP conta com embreagem seca e uma corrente mais leve, a mesma utilizada na MotoGP.


O foco no piloto também fica evidente nas novas pedaleiras de alumínio com cinco regulagens, na capa da embreagem de carbono semi-aberta, tampas para a retirada do suporte de placa e espelhos, além de um kit de telemetria com módulo GPS, que permite analisar o desempenho. O para-lama dianteiro e os winglets também são de carbono. Graças a tudo isso, a moto pesa 173 quilos, 1 kg a menos que a V4 S.

Projetada para uso exclusivo em circuitos fechados, a nova Panigale V4 SP terá cada número de chassi estampado em uma placa localizada na base do guidão. Apenas a cor Winter Test está disponível e o preço anunciado é de colossais 35.990 euros. A versão vai conviver normalmente com as demais Panigale V4, V4S, V4R e Superleggera.