Quais os modelos a Harley-Davidson pode tirar de linha em 2021?


Alguns meses atrás, a Harley-Davidson anunciou um plano de contingência em que pretende reduzir sua linha em 30% como parte da estratégia de reverter a grave crise em que atravessa. Mas quais modelos seriam esses? É o que a gente tenta descobrir aqui.

Os atentos jornalistas do diário Motorcycle observaram que os sites europeus e canadenses da Harley-Davidson utilizam um microsite diferente para o seu catálogo de acessórios de motor e peças originais do que a loja online dos EUA.

Esses sites têm uma ferramenta útil para filtrar acessórios por modelo e ano do modelo. Recentemente, essa ferramenta foi atualizada para incluir o ano/modelo 2021 e 2022. O que é interessante é que nem todas as motos receberam essa entrada. E é aí que as especulações começam.

Iron 1200 e Forty-Eight devem durar apenas mais um ano nos EUA.


Começando pela linha Sportster, por exemplo, a maioria dos modelos ficaram com datas de término em 2021, com exceção da Roadster, que só está listada de 2016-2020. Se o site de acessórios for um indicador confiável, a Roadster pode não retornar em 2021, com a Forty-Eight, a Iron 883 e 1200 vivendo por mais um ano antes de também desaparecerem.

Como bem sabemos, a linha Sportster está sendo descontinuada na Europa devido a obrigatoriedade do Euro5 em 2021 e um porta-voz da marca na França também confirmou que uma substituição já estava em andamento.

Ainda recente, a FXDR 114 não aparece listada para 2021.

Os modelos Street também serão descontinuados na Europa, e o catálogo de peças parece confirmar que a Street 750 e a Street Rod não continuarão além de 2020. A Street 500, no entanto, deve continuar por mais um ano, já que o modelo é mais utilizado em programas de treinamento de motociclistas do que para vendas comerciais.

A linha Softail também deve ter alguns cortes e a página de acessórios sugere que cinco modelos 2020 não retornarão em 2021: Breakout 114, Softail Deluxe, FXDR 114, Low Rider e Street Bob. Toda a linha Touring está listada como continuando em 2022. Por outro lado, não há qualquer menção ao destino da elétrica LiveWire.


A elétrica LiveWire também não figura listada após 2022.

De acordo com a página de acessórios da Harley-Davidson, a LiveWire está listada apenas para 2020 e 2021. Isso quer dizer que a marca vai abandonar a sua motocicleta elétrica? Não necessariamente. As estratégias The Rewire e Hardwire tem seus nomes claramente inspirados na moto. Se os modelos elétricos não estivessem nos planos da empresa, eles provavelmente teriam escolhido nomes diferentes.

A página “Modelos Futuros” da Harley-Davidson ainda inclui seus conceitos elétricos e, até que isso mude, temos que assumir que a energia elétrica deve continuar nos planos da empresa. Além disso, também é perfeitamente possível que a LiveWire seja apenas atualizada para 2022, com mais avanços em seu trem de força inédito.

Claro que tudo isso é apenas conjecturas que pode ser inteiramente baseada em algum trabalho de má qualidade da equipe de internet da Harley-Davidson. A realidade saberemos em pouco mais de um mês, quando a marca de Milwaukee apresentará a linha 2021 de forma online pela primeira vez.