Bimota Tesi H2 terá versão em carbono a partir de março


Como se a Tesi H2 não fosse exclusiva o suficiente, a Bimota anunciou essa semana uma versão ainda mais limitada do modelo com carenagem inteiramente de carbono, que será apresentada em março.

Junto com a abundância de fibra de carbono, a edição especial também terá seus próprios grafismos. Mais contido que os acentos em cinza, vermelho, branco e verde do modelo convencional, os toques parecem apenas destacar ainda mais tom escuro do nobre e desejado material.

O conjunto mecânico permaneceu inalterado. O coração dessa máquina é o motor sobrealimentado da Kawasaki Ninja H2, um quatro cilindros em linha e 998 cm³ capaz de render 231 cv (242 cv com o Ram Air a pleno) a 11.500 rpm e 14,4 kgf.m de torque máximo a 11.000 giros.

O chassi e a parte ciclística, no entanto, são puramente Bimota, inclusive contando com o exótico sistema de suspensão característico da marca italiana, que dispensa a utilização de garfos convencionais. O peso de 207 kg a seco pode cair um pouquinho na versão em carbono.

A Bimota produzirá apenas 250 unidades da Tesi H2 padrão e a Carbon Edition será ainda mais exclusiva, com apenas 10 motocicletas montadas a partir de março a um preço de US$ 83.700, ou seja, mais de R$ 450.000,00 em uma conversão simples. Se o sucesso for imediato, uma segunda tiragem não está fora de questão.